sexta-feira, 18 de fevereiro de 2011

PLANO DE ENSINO BIMESTRAL


 PLANO DE ENSINO BIMESTRAL


I – IDENTIFICAÇÃO


1 – ESCOLA DE REFERÊNCIA EM ENSINO MÉDIO DUQUE DE CAXIAS       
2 -  MUNICÍPIO: BUÍQUE                                              REGIME DE ATENDIMENTO SEMI-INTEGRAL
3 – PROFESSOR(A): GLAIDE DE FÁTIMA DE SIQUEIRA FREIRE
4 – DISCIPLINA: LÌNGUA PORTUGUESA                               5 – SÉRIE:  1º ANO
6– TURMA (AS): F
7 – DURAÇÃO BIMESTRAL:  ( 02/02 a 12/04/2011)
8 – CARGA HORÁRIA: 06 AULAS/SEMANAIS









II- JUSTIFICATIVA
Desenvolver no educando o senso crítico para analisar a aplicação da língua e da linguagem em diversos contextos e em cada processo do desenvolvimento, englobando as contribuições oriundas da educação lingüística Esociolingüística  ao processo de aquisição  das competências escritora e leitora. Conhecer e pesquisar as necessidades de resolver suas atividades e aplicá-las de forma consciente, visando melhoria na qualidade da aprendizagem e formando cidadãos mais preparados socioculturalmente.

III - EMENTA
3.1 OBJETIVO GERAL: Consolidar e aprofundar os conhecimentos adquiridos no Ensino Fundamental para que o educando aprenda a conhecer, sendo questionador, crítico, pesquisador e curioso, construindo assim seu próprio pensamento; aprenda a fazer, construindo habilidades e competências as quais irá direcioná-lo ao campo de trabalho; aprenda a conviver, para que o mesmo valorize e respeite o meio ambiente e as pessoas que o cercam e aprenda a ser, tornando-se um cidadão crítico e consciente do seu papel na sociedade.

3.2 OBJETIVO REFERENTE À DISCIPLINA
O ensino da Língua Portuguesa contribuirá como língua geradora de significação e integradora para com o seu uso, aperfeiçoando o desempenho do educando como leitor consciente e formador de opiniões para a compreensão e socialização das formas de pensar, agir e sentir, reconhecendo a necessidade de compreender a linguagem como parte do conhecimento de si próprio, da cultura e da responsabilidade ética e estética do uso social do mesmo.
3.3 ATITUDES
·         Tomar decisões de forma coletiva;
·         Reconhecer suas responsabilidades sociais e traduzi-las em ações;
·         Desenvolver a confiança em si próprio;
·         Ser capaz de analisar o papel dos diferentes recursos ( morfológicos, sintáticos e semânticos) na constituição formal e significativa dos enunciados lingüísticos.
·         Desenvolver a leitura funcional, tornando-se capaz de associar o conteúdo lingüístico a um  texto de conhecimento de mundo de modo a interpretar e produzir textos de caráter prático que circula no meio social.
·          





































IV  – OBJETIVOS / COMPETÊNCIAS / HABILIDADES / DESCRITORES /
CONTEÚDOS DA UNIDADE DIDÁTICA








I UNIDADE
OBJETIVOS / DESCRITORES

CONTEÚDOS PROGRAMÁTICOS
C.1 Compreender e usar a língua portuguesa como língua materna, geradora de significação e integradora da organização do mundo e da própria identidade. (Correlacionada com a Competência8 da Área – CA8)

H1. Identificar, em textos de diferentes gêneros, as marcas linguísticas que singularizam as variedades linguísticas sociais, regionais e de registro.

H2. Relacionar as variedades linguísticas a situações específicas de uso social.

C.2 Reconhecer e valorizar a linguagem de seu grupo social e as diferentes variedades da língua portuguesa, procurando combater o preconceito linguístico.
(Correlacionada com a Competência8 da Área – CA8)

H3. Relacionar a presença de uma variedade linguística em um texto ao contexto de interlocução.

H4. Identificar a relação entre preconceitos sociais e usos linguísticos.


1.     ANÁLISE LÍNGUÍSTICA E REFLEXÃO SOBRE A LÍNGUA


·         LÍNGUA E LINGUAGENS

- A língua e a constituição do sujeito.

- Concepção de língua e linguagem.

- Linguagem, língua, signo e fala.

- Linguagem e ideologia.

- História da língua portuguesa e lusofonia.

- Língua: unidade e variedade.

- Língua falada e língua escrita.

- Variação linguística: preconceito linguístico.

C.4 Entender os princípios, a natureza, a função e o impacto das tecnologias da comunicação e da informação, na sua vida pessoal e social, no desenvolvimento do conhecimento, associando-os aos conhecimentos científicos, às linguagens que lhes dão suporte, às demais tecnologias, aos processos de produção e aos problemas que se propõem solucionar. (Correlacionada com a Competência9 da Área – CA9)

H7. Reconhecer a função e o impacto social das diferentes tecnologias de comunicação e informação.

H8. Identificar pela análise de suas linguagens, as tecnologias da comunicação e informação.


·         LINGUAGEM DIGITAL

- Linguagem digital (conceito e funcionalidade) como ferramenta material de ação numa situação de aprendizagem em si.



C.3 Confrontar opiniões e pontos de vista sobre as diferentes linguagens e suas manifestações específicas.
(Correlacionada com a Competência7 da Área – CA7)

H5. Inferir em um texto quais são os objetivos de seu produtor e quem é seu público alvo, pela análise dos procedimentos argumentativos utilizados.


H6. Identificar os elementos organizacionais e estruturais de textos de diferentes gêneros.


C.7 Usar os conhecimentos adquiridos por meio da análise linguística para expandir sua capacidade de uso da linguagem, ampliando a capacidade de análise crítica.


H27. Identificar a relação semântica entre palavras de diferentes classes e o tema de um texto.


2.    GRAMÁTICA NUMA PERSPECTIVA FUNCIONAL

O TEXTO COMO ELEMENTO DA ATIVIDADE DISCURSIVA.
- Compreensão da função do substantivo no processo da referenciação.

- Compreensão da função do verbo como elemento nuclear da predicação.

- Compreensão da função do adjetivo, do advérbio e de outras categorias como elementos adjacentes aos núcleos nominais e predicativos.

- Compreensão da função do advérbio como modificador e circunstanciador.

- Uso dos artigos, dos pronomes pessoais, demonstrativos e possessivos na continuidade referencial do texto.

- Identificação de formas pronominais e adverbiais que funcionam como dêiticos textuais e situacionais.

- Identificação dos efeitos de sentido do uso dos sinais de pontuação e de outros recursos gráficos, como: aspas, travessões, parênteses, itálico, negrito etc.

- Divisão do texto em parágrafos conforme a distribuição dos tópicos desenvolvidos

- Identificação de aspectos linguísticos específicos da construção do gênero textual.. 

C.5 Refletir sobre a conveniência de se conhecer as regras da norma padrão como forma de se ampliar o domínio de diferentes formas de expressão da língua.
(Correlacionada com a Competência8 da Área – CA8)

H9.  Reconhecer os usos da norma padrão da língua portuguesa nas diferentes situações de comunicação

3.    NORMAS DA ORTOGRAFIA OFICIAL

- Normas gerais de acentuação e grafia das palavras.

- Novo Acordo Ortográfico.



C.6 Analisar criticamente os diferentes discursos, inclusive o próprio, desenvolvendo a capacidade de avaliação de textos. (Correlacionada com a Competência7 da Área – CA7)
H10.  Reconhecer em textos os procedimentos de persuasão utilizados pelo autor.

C.7 Usar os conhecimentos adquiridos por meio da análise linguística para expandir sua capacidade de uso da linguagem, ampliando a capacidade de análise crítica.

H11.  Identificar em um texto os mecanismos linguísticos na construção da argumentação.

H41 - Identificar, em textos de diferentes gêneros, as situações de formalidade e coloquialidade



4.   LEITURA, COMPREENSÃO E PRODUÇÃO DE TEXTOS ORAIS E ESCRITOS

·  TEXTOS ORAIS: CARACTERÍSTICAS E ELEMENTOS ESTRUTURADORES

- Reconhecimento dos efeitos do uso de certas expressões que revelam a posição do falante em relação ao que diz (ou o uso das expressões modalizadoras)

- Identificação de especificidades (prosódicas, lexicais, sintáticas, textuais e pragmáticas) da organização do texto oral formal.

- Reconhecimento de procedimentos e de marcas linguísticas típicas da conversação.

- Reconhecimento de diferentes padrões de entonação, conforme a natureza das intenções pretendidas pelo enunciador.

- Identificação de particularidades de pronúncia de certas palavras.

- Reflexão sobre a oralidade nos textos escritos.

C.3 Confrontar opiniões e pontos de vista sobre as diferentes linguagens e suas manifestações específicas.
(Correlacionada com a Competência7 da Área – CA7)

H12.   Inferir em um texto quais são os objetivos de seu produtor e quem é seu público alvo, pela análise dos procedimentos argumentativos utilizados.

H42. Adequar-se às condições de produção e de recepção dos diferentes gêneros textuais orais.

.
·  LEITURA E COMPREENSÃO DE GÊNEROS TEXTUAIS

- Leitura e compreensão de texto expositivo: resumo de novela ou filme.

- Leitura e compreensão de texto informativo: comunicado escolar, notícia, etc.

Leitura e compreensão de texto argumentativo: opiniões pessoais (dissertativo/opinativo)



C3. Confrontar opiniões e pontos de vista sobre as diferentes linguagens e suas manifestações específicas.
(Correlacionada com a Competência7 da Área – CA7)

H13.  Reconhecer em textos de diferentes gêneros, recursos verbais e não verbais utilizados com a finalidade de criar e mudar comportamentos e hábitos.

H6. Identificar os elementos organizacionais e estruturais de textos de diferentes gêneros.

H14.  Relacionar, em diferentes textos, opiniões, temas, assuntos e recursos linguísticos.

H15.  Reconhecer no texto estratégias argumentativas empregadas para o convencimento do público, tais como a intimidação, sedução, comoção, chantagem, entre outras.

C.9 Compreender e usar os sistemas simbólicos das diferentes linguagens como meios de organização cognitiva da realidade pela constituição de significados, expressão, comunicação e informação.

H16.   Identificar os elementos que concorrem para a progressão temática e para a organização e estruturação de textos de diferentes gêneros e tipos.

H43 - Identificar a função predominante (informativa, persuasiva etc.) dos textos, em situações específicas de interlocução.



·    ASPECTOS DA TEXTUALIDADE

- Reconhecimento de elementos pragmáticos (papéis sociais e comunicativos dos interlocutores, propósito discursivo, função sociocomunicativa do gênero, aspectos da dimensão espaço-cultural em que é produzido).

- Compreender a função (referencial, expressiva, apelativa, poética, fática e metalinguística) predominante em diferentes gêneros.

- Reconhecimento de estratégias textualizadoras.

- Identificação das palavras e ideias-chave do texto.

- Identificação dos recursos linguísticos em relação ao contexto em que o texto é construído (elementos de referência pessoal, temporal, espacial, registro linguístico, grau de formalidade, seleção lexical, tempos e modos verbais).

- Identificação de recursos linguísticos em processos de coesão textual (elementos de articulação entre segmentos do texto referentes à organização - temporal e/ou espacial das sequências do texto ou à construção da argumentação).

- Reconhecimento dos modos de organização da composição textual sequências textuais (tipos textuais narrativo, descritivo, argumentativo, injuntivo, dialogal).

- Reconhecimento da organização da macroestrutura semântica (dimensão conceitual), articulação entre as ideias/proposições (relações lógico-semânticas).

- Reconhecimento da organização e progressão temática.

- Identificação dos mecanismos enunciativos (formas de agenciamento de diferentes pontos de vista na textualização, uso dos elementos de modalização).

- Reconhecimento dos efeitos dos sinais de pontuação

- Estudo de relações intertextuais: citação

C.9 Empregar os diferentes recursos da coesão textual, de forma a assegurar a continuidade do texto.
(Correlacionada com a Competência6 da Área – CA6)

H.17. Sinalizar no texto o necessário encadeamento entre seus diferentes segmentos sejam estes segmentos palavras, períodos, parágrafos ou blocos supraparagráficos. Com substituições equivalentes e o uso de palavras semanticamente associadas.

C.10 Analisar as especificidades das diferentes classes gramaticais na construção do texto.
(Correlacionada com a Competência8 da Área – CA8)

H.18 Utilizar palavras de diferentes classes gramaticais cada uma preenchendo sua função particular para que a expressão do sentido e das intenções seja possibilitada.
·         PRODUÇÃO DE GÊNEROS TEXTUAIS E REESCRITA

- Produção de texto argumentativo e informativo:        opiniões pessoais, comunicado escolar e notícia.

- Retextualização: produção escrita de textos a partir de outros textos tomados como base ou fonte.

- Reflexão sobre os textos produzidos.

- Reelaboração (revisão/reescrita) do texto.


C.11 Compreender as relações entre o texto literário e o contexto histórico, social, político e cultural, valorizando a literatura como patrimônio nacional.
(Correlacionada com a Competência5 da Área – CA5)

H19.  Identificar em um texto literário as relações entre tema, estilo e contexto histórico de produção.

H20. Reconhecer a importância do patrimônio literário para a preservação da memória e da identidade nacionais.


H21. Utilizar os conhecimentos sobre a construção do texto literário para atribuir-lhe um sentido.



C. 23 Compreender a Arte como saber cultural e estético gerador de significação e integrador da organização do mundo e da própria identidade.
(Correlacionada com a Competência5 da Área – CA5)


H44. Reconhecer diferentes funções da Arte, do trabalho da produção dos artistas em seus meios culturais.
2.     LITERATURA

·    LITERATURA E LINGUAGEM ARTÍSTICA

- Relações entre os estudos de literatura e linguagem, outras artes e outros saberes.


- A literatura na sociedade atual – função social, artística, cultural, ética e científica.

- Poema: diferenças entre verso e prosa – estrutura, características e função desses gêneros.

- Conto tradicional – estrutura, características e linguagem utilizada.


- Conotação e denotação – significação e o emprego literal e subjetivo nos variados contextos.

- Particularidades do texto literário: funções específicas e funções adicionais.

·    ESTILOS LITERÁRIOS

- Estilo individual e estilo de época.

- Contexto histórico, artístico, cultural e literário.

- Características sociais.
































IV – ESTRATÉGIAS A SEREM UTILIZADAS


A – ESTRATÉGIAS DIDÁTICAS

            - Aula expositiva dialogada;
            - Leitura e interpretação de texto;
- Produção textual;
- Exposição dialogada utilizando o educandus;
- Pesquisa:
- Estudo dirigido;
- Palestras;
- Seminários.


B – ESTRATÉGIAS DE AVALIAÇÃO
  • DIAGNÓSTICA
- Exposição do conhecimento próprio;

-  Observação;
-  Questionamentos;
- Produções textuais a partir dos gêneros vivenciados no bimestre.

  • FORMATIVA
- Apresentação de Seminários;
- Apresentação em grupo;
- Produção textual;
- Simulado;
           
  • SOMATIVA
- Trabalhos individuais;
- Trabalho em grupo;
- Prova.











V – MATERIAIS DE APOIO E BIBLIOGRAFIA PARA O EDUCADOR E EDUCANDO


    - Quadro Branco;
    - Multimídias;
 - Textos;
    - Site: www.brasilescola.com
  - Livro de Apoio: 
Novas Palavras - 2ª Série do Ensino Médio.
Português Linguagens - Literatura - Produção de Texto - Gramática - William Roberto
Cereja e Thereza Cochar Magalhães. 2ª Série do Ensino Médio
Português de Olho no mundo do trabalho. Ernani Terra e José De Nicola. Vol. único.
Orientações Curriculares para o Ensino Médio. Linguagens, Códigos e suas Tecnologias.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário